Sábado, 29 de Março de 2008

Com A Graça de Uma Criança

 

Nossaaaa...

Que foto velha!!

Devia ter uns 7, 8 anos nessa foto aí...

Fofa...

Bem,

Sinto que está na hora de parabolar um pouquinho! Já escrevi bastante e nunca postei, mas como essa me ocorreu em frente ao pc, não vejo nada mais justo.

___________________________________________________________

Sabe, quando você é criança, você cai, chora, mas uma coisa nunca muda. Independente do tombo, você sempre se levanta e tenta correr de novo, mesmo que não saiba nem mesmo andar. E assim vai, cai, chora, levanta, cai, chora levanta. Até que os dias vão passando e você vai caindo menos, logo, chorando menos. Isso é bom e isso é ruim. Porque assim crescemos com a idéia de que tudo vai melhorando enquanto nós, digamos assim, envelhecemos. O que não é verdade. Não mesmo! Depois da infância, encaramos a adolescência e como sou do sexo feminino, deixe eu me colocar no lugar de uma adolescente. Menina, 12 anos, sexta série. Olha pra trás e vê aqueles diversos tombos, de bicicleta, aprontando alguma, olha pra perna ou braço e vê aquela cicatriz que marca o quão "sapeca" ela foi e ri. Vê que tudo passou, lembra que chorou, que doeu mto obter aquela marca do passado que não vai te deixar nunca mais porém ela ri. "Criança é mto engraçado, né? Chora por coisa pouca", diria ela. E se diverte com suas memórias. Aí vem o primeiro beijo, o primeiro amor e junto a primeira decepção! "Ele não me quer!" E chora por aquele garoto da sétima série que ela acha o máximo, mas que não quer nada com ela. Jura amor eterno por ele e tudo mais. Mas como decepção não mata, ensina a viver, o tempo vai passando e ela vai melhorando. Chega aos 17 e agora diz com a boca cheia "Agora encontrei um amor de verdade. Não acredito que chorei por aquele bocó quando era mais nova". E cai na gargalhada! Ri dela mesma, o que é mto bom! Seu senso de autocrítica é um dos melhores, desde que usado da meneira certa. Namora o "gatinho" um ano e meio e termina o namoro. É o fim do mundo. Acabou pra ela. E no auge de seus dezenove, ela chora copiosamente por aquele com que já planejava o casamento, a vida a dois. Ah, vale ressaltar que não é só isso. Tem as notas na escola também, a pressão dos pais. Só estou usando o exemplo do garoto para ilustrar. Supera. Agora já na faculdade, consegue um emprego e nova pressão! Emprego + Estudo = Estresse Garantido! Reclama da falta de tempo, do chefe, dos professores, os amigos já começam a irritar. Empurra com a barriga e se forma! UFA! Acabou o sofrimento. Mentira! Trabalho por tempo integral agora. Se o chefe chato ela não aguentava meio expediente, imagina um inteiro! "Mas vamos lá. Vai melhorar. Era assim quando era criança." Começa a namorar, já no auge de seus 24 vê um novo lar bem próximo! O trabalho estressa, mas as saídas com o "futuro genro da minha mãe" a fazem relaxar. Ela ama estar com ele e ele também ama estar com ela. Depois de 4 anos de namoro. Chega o grande dia! "Ele me pediu em casamento." Começam os planos pra festa, pro enxoval e tudo mais. Se casa. Lua-de-mel em Gramado(RS) e a vida está uma maravilha. Até a décima quinta semana(Tempo meramente ilustrativo) depois do casamento, quando vem o peso Emprego + Parceiro + Tarefas de Casa = Estresse múltiplo! Nessa hora, ela esquece do que aprendeu quando era criança e começa a reclamar da vida. Surgem problemas e mais problemas e ela não pára de reclamar. Não estou falando que é só ela, ele também e não precisa estar nessa idade ou nesse estágio da relação com o parceiro. Ela olha pra trás, quando ainda estava na faculdade e diz "Tempo bom aquele em que eu só trabalhava meio período e estudava. Não tinha metade das obrigações que tenho hoje." E ri do quão "burra" foi por reclamar daquilo. Disso ela lembra, mas ela não lembra do que ela fazia quando era criança. Por mais que a criança caia, ela levanta outra vez pra andar de novo! Com uma força de vontade nas alturas. E é disso que temos que nos lembrar quando enfrentamos alguns problemas de frente. Vamos cair, mas vamos levantar pronto pra outros! Com a visão de um adulto, a ousadia de um adolescente e com a perseverança de uma criança. E se vier outro, a gente cai de novo, chora de novo, mas também LEVANTA de novo. Porque a vida é feita de estágios e a felicidade não está no último. Ela está em todos, basta só você abrir os olhos e enxergá-la.

___________________________________________________________

Um ótimo final de semana!

Bjuss

Frase do dia:

"Se não tivéssemos conhecido as dificuldades, não saberíamos o valor da conquista."

[Essa é da Rafa] 

Hoje eu estou:: Leve
música: Leoni
Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Liberdade de Expressão

 

Bem,

Foto toda toda, como diria uma amigo meu, mas é isso aí...

Sabe qdo vc está naquele terrível dilema: "Gosto, mas tenho vergonha"? Pois bem, resolvi parar com isso... Tá na hora de botar pra fora o que eu sinto e se não gostarem, sinto muito, nem Jesus Cristo agradou a todos.

Estou escrevendo algumas parábolas há algum tempo, tenho muita vontade de publicá-las, mas tenho também muito medo de perdê-las. Sem contar também que, no caso de parábolas, elas ficam bem melhores com algum tipo de contexto e as histórias, infelizmente, não pude escrever ainda. Uso minhas parábolas pra tentar me ajudar a resolver problemas. Tudo se torna muito mais fácil quando vc simplifica, não acha? Pra que encarar a mente hiper complexa quando vc pode compará-la a uma caixa? Não facilita? Então, prefiro. Vou montando minhas parábolas e na maioria das vezes esqueço de as escrever em algum lugar onde possa salvá-las. Acho que perdi uma, infelizmente, a mais bonita. Sobre as pessoas e seus sentimentos a respeito delas mesmas, dos amigos e como elas observam o mundo ao redor. Estou com uma na cabeça aqui e vou escrevê-la no "caderninho" antes que fuja de minha mente. Quanto ao caderninho, recomendo a vocês. Devo confessar que me sinto muito melhor tendo um caderno desses em mãos. Você chega em casa, exausto(a), depois de um daqueles, abre o caderno e coloca tudo pra fora. Absolutamente tudo. Se vc pensou em suas frustrações durante o dia, chega em casa e escreve! Vc vai ver como isso alivia! Aprendi isso num livro, que também recomendo, "Que Raio de Professora Sou Eu?", principalmente se vc for seguir carreira no magistério. É excelente!

Bem, é isso aí...

Happy Valentine's Day!

Frase do dia:

Aquilo que você vê no espelho, é o que você reflete para o mundo.

Pense nisso, não apenas pensando em imagem! Vá além. Você consegue fazer isso por você!

Bjuss

"Quem, de três milênios,

Não é capaz de se dar conta

Vive na ignorância, na sombra,

À mercê dos dias, do tempo."

[Johann Wolfgang von Goethe]

Hoje eu estou:: Inspirada
música: Offering - Third Day

~>mais sobre mim

~>pesquisar

 

~>Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


~>posts recentes

~> Com A Graça de Uma Crianç...

~> Liberdade de Expressão

~>arquivos

~> Outubro 2008

~> Julho 2008

~> Junho 2008

~> Maio 2008

~> Abril 2008

~> Março 2008

~> Fevereiro 2008

~> Janeiro 2008

~>tags

~> todas as tags

~>links

~>as minhas fotos

blogs SAPO

~>subscrever feeds